ENTREVISTADA: TAMAR MATSAFI

ENTREVISTADORA: VERA AMARAL

Dias de coronavírus em Israel pelos olhos de Tamar Matsafi.

@tamar_matsafi_photographer 

 

Olá

Meu nome é Tamar Matsafi, sou fotojornalista há trinta anos e trabalhei em vário jornais. O último deles foi o Journal Globes, um jornal diário de economia. Há três anos saí deste jornal, porque cansei daquela vida corrida e, agora, sou autônoma, fotografando portraits no meu estúdio, fotos para Business, mídia social, fotos de candidatos em eleições, etc.

Estudei fototerapia e ensino pessoas a se expressarem em fotografia, no sistema de “foto-voice”.

Agora, nesses dias de isolamento social, tenho que me reinventar, mudar novamente meu caminho e recalcular meu itinerário.

Nos primeiros dias de isolamento estava ótimo. Curtia o silêncio da cidade, sem carros na rua, e só quem tem cachorro podia sair. Então, eu que saia três vezes por dia para passear com a minha cadela, deixei de encarar essa tarefa como uma obrigação chata. Prolonguei os passeios, e passei a observar mais a natureza, as nuvens, as flores, saboreando estes momento com calma, saboreando tudo que via. Enquanto isso, passei pela fase de comprar muita comida no supermercado para não faltar, e o caminho para a geladeira ficou mais frequente do que nunca. Depois, chegou a fase de montar vídeos e memes engraçados pelo Whatsapp. Passou uma semana, comecei a pensar nas coisas que precisava fazer e não fazia por falta de tempo ou mesmo preguiça, então comecei a escutar palestras, a assistir aulas de graça e a ver todos os museus do mundo que se abriram. Depois, comecei a viajar dentro da tela do computador. Vi filmes de graça fora da Netflix e o Zoom também tomou lugar na minha vida. Outra coisa importante, foi passar a encontrar amigos e familiares, fazer estudos, etc, tudo pelo computador. A coisa mais triste que vivemos aqui é não poder visitar os idosos da família, pois eles ficaram isolados, sozinhos, tristes. Teve a janta da Páscoa, que, para as nossas cultura e religião, é o jantar mais importante, em que toda a família se reúne, e esse ano cada um ficou em sua casa. Semana que vem, vamos ter o dia de celebrar a memória dos soldados que morreram nas guerras, e, como aqui tivemos muitas guerras, e todas as famílias têm muitos mortos, muita gente iria para as cerimônias nos cemitérios, esse ano não vai acontecer, será tudo pelo computador, cada um na sua casa, com a sua dor.

Nesse período todo passei por altos e baixos, um dia feliz, satisfeita, o outro estressada, mas não parei de fotografar sempre que caminho com minha cadela. Registrei tudo o que achei pelo caminho, enfim, me tratei através da câmera, colocando nela todos os meus sentimentos. E meditação todos os dias, na varanda do meu apartamento, de frente para o sol, para assimilar vitamina D.

ficha técnica

Texto e direção geral: Bob Bahlis.

Elenco: Angela Ponsi e Vera Amaral.

Artista convidado: José Henrique Ligabue

Finalização: Lui Felippe

Design gráfico e web design: Angela Ponsi

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

contact us

Mail: bobbahlis@gmail.com

Watsapp: 992186068